Ontem eu estava respondendo a caixinha de perguntas do Instagram, como de costume, quando a seguinte pergunta chegou:

“Como ter uma vida mais leve?”

E prontamente veio na minha cabeça: Eu faço o melhor pra não encher o meu saco. Mas afinal, o que é encher e não encher o próprio saco?

Muitos de nós tem uma voz autocrítica muito alta dentro da cabeça, que geralmente desenvolvemos na infância. Essa voz enche MUITO o nosso saco. Ela fala coisas assim:

  • Nossa como você é preguiçosa, levanta desse sofá e vai limpar os rodapés da sua casa
  • Dormindo de tarde? Hmmmmm tá com a vida ganha então? Não tem mais nada pra resolver?
  • Mas você vai comprar essa roupa mesmo? O que as pessoas vão achar?
  • Trocar de profissão? Tá maluca, emprego é pra ganhar dinheiro não pra ser feliz
  • Carro automático? Quem você está pensando que é? Baixa sua bola e se contenta com um popular e olhe lá
  • Viajar? Mas agora? E as pessoas, o que vão pensar disso?
  • Você está sendo egoísta
  • Você está se achando
  • Quem você pensa que você para…. x, y, z?
  • Mas fulano não vai gostar
  • Mas você faz tudo errado mesmo hein

E por aí vai! Identificou alguma dessas frases no seu dia-a-dia? Pois é, esse é um dos jeitos que a gente enche o nosso saco, quando deixa essa voz crítica tomar conta da nossa cabeça.

Outros jeitos que a gente enche nosso saco, além da crítica são: Cobrança, julgamento, falta de cooperação, tornar nossa vida mais difícil do que precisava ser, comparação, quando você se culpa, se castiga, quando você se negligencia, negligencia suas necessidades e seus desejos, quando falta gratidão, quando fica no lugar de vítima, quando é inflexível e por aí vai.

Todas as vezes que você tem um desses comportamentos, você está enchendo o seu saco, e isso te afasta de uma vida mais leve e feliz! É claro que somos humanos e cada uma dessas emoções e comportamentos passa pela nossa experiência, mas o truque está em PERCEBER cada vez mais rápido e tomar uma postura que te beneficie e te fortaleça.

Quanto mais rápido você percebe que está enchendo o seu saco, e toma uma postura diferente, mais você cria leveza e felicidade, estando do seu lado.

Tratar a gente como nosso melhor amigo não é algo que a maioria aprendeu desde criança, mas que podemos desenvolver a partir de agora. Topa?

Até amanhã!


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.