Eu estava aqui hoje refletindo sobre a maneira como nós funcionamos, e como cada um de nós funciona de maneiras diferentes.

No trabalho, por exemplo, eu gosto muito de um “tudo ou nada”, o que significa isso? Quando eu entro no modo trabalho eu prefiro escrever o outline de 3 cursos em um dia do que escrever 1 hora por dia. Quando eu ainda fazia muitos atendimentos individuais, eu preferia atender 6 pessoas em um dia do que uma pessoa por dia por 6 dias.

Para mim, o trabalho é só entrar no modo flow, no modo “trabalhando”. Depois que entrei, posso ficar ali muito tempo.

Ficar me interrompendo mais me atrapalha do que ajuda.

Só que você já pensou se ao invés de eu seguir a minha natureza e fazer o que funciona pra mim eu fosse atrás do que os outros dizem?

Porque, na verdade, existe evidência pra muita coisa. Tem evidências, por exemplo, que provam que o método pomodoro (trabalhar 25 minutos focada e folgar 5) é o melhor que existe para concentração.

Eu quero morrer se estou concentrada e me toca um alarme em 25 minutos me obrigando a “pausar”, se já estou ali no flow.

Mas olha que interessante: Não é assim pra todo mundo. Tem gente que ama o alarme dos 25 minutos.

Por isso o melhor jeito de descobrir o que funciona para você é fazendo testes, experimentando diversas maneiras e questionando se o jeito que todo mundo faz realmente é o jeito que mais funciona pra você e depois tendo a coragem de desafiar aqueles que querem te impor o contrário.

Acho que esse último é o mais difícil pra muita gente, né?
Aí você pode ir no meu post sobre limites que fiz semana passada que vai te ajudar bastante!

Até amanhã!


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.